Gestão e Reciclagem de Resíduos, Lda.
 
 
 
 

Reciclagem e Valorização de Resíduos de Plástico

Entre em contacto com a nossa área comercial e conheça as nossa condições para reciclagem resíduos de plástico.

Plstico RenascimentoA Renascimento recebe nas suas instalaes resduos de plstico. Estes so sujeitos a processos de triagem, processamento, acondicionamento, e encaminhamento para a indstria recicladora.

O produtor de resduos responsvel pelo destino destes e est obrigado, por lei, a recolh-los, armazen-los, transport-los e entreg-los a operadores licenciados de forma a no contaminarem o meio ambiente, nem constiturem perigo para a sade humana.

Todos os detentores de resduos de plstico podem entregar directamente nas unidade de reciclagem de resduos da Renascimento no distrito de Lisboa, em Faro e Aveiro / Porto mediante proposta comercial.

Estes 3 centros ( Norte - Centro e Sul) disponibilizam ainda aos seus clientes o servio de recolha e transporte de resduos nas suas instalaes atravs da disponibilizao de ecopontos e contentores assim como recepcionam directamente os resduos nas suas instalaes mediante proposta comercial.

Aps sujeitos a controlo de qualidade, em funo das suas caractersticas qualidade, estado de contaminao com outros materiais so objecto de valorizao, reciclagem ou tratamento.

Os plsticos so um dos resduos mais complexos existentes no mercado, a reciclagem de plstico na Renascimento uma prioridade, mas:Renascimento, resduos, reciclagem plstico, reciclagem metal, valorizao resduos.

So inmeros os tipos de plsticos existentes, podendo o mesmo polmero apresentar inmeras formas, texturas, cores e ter as mais diversas aplicaes. O contrrio tambm se aplica, podendo o mesmo objecto ser fabricado com os mais diversos polmeros, apresentando as mesmas caractersticas fsicas (cor, textura, resistncia, etc.) no se diferenciando entre eles sem os mecanismos e experincia da Renascimento e dos produtores do resduo de plstico.

Existem 2 tipos de produtores de resduos de plstico

  • Os primrios, que conhecem o tipo de polmero que esto a usar;
  • Os secundrios, que consomem na generalidade, produtos condicionados em embalagens plsticas.

Nos produtores primrios fcil a triagem dos vrios tipos de polmeros, sendo fundamental a sua separao, pois neste tipo de resduos, na grande maioria das vezes no existe qualquer identificao.

Nos produtores secundrios, fundamental a cumplicidade entre o produtor do resduo e o produtor da embalagem, para a identificao do polmero que constitui a embalagem, caso esta no se encontre identificada.

Quando estes mecanismos falham, fundamental a experincia e o conhecimento da Renascimento para a identificao e triagem dos variados tipos de polmeros.

Fazendo uma separao do resduo na origem, o balano no final de vida do plstico enquanto resduo, substancialmente mais positivo, permitindo uma competitividade aprecivel para a indstria recicladora, possibilitando, desta forma, competir com preos mais apetecveis no mercado de transformao de plsticos e desta forma poupar recursos naturais no renovveis.

Uma separao ineficiente na origem, qualquer que seja o tipo de resduo, ir aumentar substancialmente os custos para o tratamento do mesmo, podendo tornar invivel a sua reutilizao ou reciclagem.

Resumo de processo:

Processo Plstico Renascimento